Sistemas de energia solar devem crescer 34 vezes no Brasil até 2024

Sistemas de energia solar devem crescer 34 vezes no Brasil até 2024

A maior consciência ambiental, as novas regulamentações do setor e o progressivo barateamento das tecnologias de energia solar têm favorecido o crescimento dessa matriz energética no Brasil. Prova disso é que as estimativas atuais mostram que a energia fotovoltaica deve crescer até 34 vezes no Brasil até o ano de 2024. As projeções são bastante otimistas!

A recente atualização da norma técnica da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reforça que a geração distribuída de energia, proveniente de fontes renováveis usadas por consumidores independentes, deve passar por um período de grande evolução nos próximos anos. A desburocratização e a criação de novas regras para a geração de energia solar distribuída e o compartilhamento do excedente de energia gerada devem favorecer bastante o desenvolvimento do setor.

Projeções para a energia solar no Brasil

O Governo Federal prevê que, até o ano de 2030, 2,7 milhões de brasileiros tenham a capacidade de gerar sua própria energia. Segundo as regras nacionais, cada micro gerador de energia pode atuar com uma potência de até 75 kW, enquanto os mini geradores podem trabalhar com potências entre 75 kW e 5 MW.

As novas regulamentações da Aneel para a área de energia solar e fontes de energias renováveis já determinaram boas regras de compensação para os produtores particulares de energia elétrica, reduziram os prazos de registros e validações dos sistemas fotovoltaicos junto às concessionárias e também reduziram as burocracias do mercado.

Além disso, a Aneel também estabeleceu regras mais justas e atraentes para o uso e transferência dos créditos de energia excedente, regulamentou o autoconsumo remoto e autorizou a instalação de tecnologias de energia solar em condomínios horizontais e verticais, beneficiando várias unidades residenciais ou comerciais ao mesmo tempo. 

Informações da Aneel mostraram que, atualmente, 79,5% de todos os brasileiros que produzem sua própria energia estão concentrados no universo residencial. Já o setor comercial é responsável por 15% da geração independente de energia no país. As regiões do Brasil com os maiores números de geradores particulares de energia são Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná e Rio de Janeiro.

Ainda segundo os dados da nota técnica da Aneel, os créditos de micro e de mini geração de energia devem beneficiar mais de 808 mil consumidores residenciais brasileiros até o ano de 2024, resultando em um aumento de potência instalada de 71 MW para 2425 MW.

Como instalar um sistema fotovoltaico?

Para instalar um sistema de energia solar, o consumidor deve pedir uma autorização à concessionária de energia elétrica de sua região, deve contar com o suporte de uma empresa especializada, com um engenheiro eletricista que assine o projeto, e deve fazer a instalação com uma equipe técnica que tenha experiência no setor. O prazo para a aprovação e autorização do sistema junto à distribuidora de energia elétrica pode demorar até 60 dias.

Para saber mais sobre o setor de energia solar e sobre as regras para a micro e mini geração de energia, continue acompanhando as nossas publicações periódicas e entre em contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *